{{}}
 
  • FBZ

2021 SERÁ UM BOM ANO PARA REALIZAR O SONHO DA CASA PRÓPRIA? CONFIRA!

Condições favoráveis para o financiamento devem se manter em 2021

Com a manutenção da taxa Selic em 2% e a perspectiva na redução dos valores dos insumos utilizados na construção civil, a expectativa do mercado é de que como aconteceu em 2020, o ano de 2021 será excelente para investir na compra da casa própria.

Com a Selic em 2% ao ano, as taxas de financiamento que em 2019 se encontravam próximas a 12%, hoje estão na faixa de 7%. Essa redução permite que uma parcela maior da população consiga arcar com os valores do financiamento. Além disso, os prazos de pagamento se alongaram, chegando a até 35 anos.

Segundo o economista e sócio-diretor da Brain Inteligência Estratégica, Fábio Tadeu, 2021 será “o melhor ano de vendas do mercado imobiliário, tanto de imóveis novos, quanto de imóveis usados”. Para se ter uma ideia, o mercado espera um crescimento de cerca de 10% na venda de imóveis em 2021, quando comparado a 2020.


Mudança no mercado


Além do crédito mais barato, outro fator que irá pesar no aumento das vendas é a restrição nas número de viagens e dos programas fora de casa. Isso levará muitas pessoas a repensarem a sua relação com a casa e a valorizarem mais o espaço e a qualidade de vida.

E esse pensamento já mostra efeitos no mercado, informações da DataZap revelam uma queda na procura por apartamentos de somente 1 quarto e um aumento na procura de imóveis com 3 quartos.


Dicas para uma boa compra


Para quem pretende comprar um imóvel em 2021, a dica de Ovídio Maia, do Secovi-DF, é ter um bom planejamento financeiro para não correr risco de comprometer o investimento. As pessoas têm que investir dentro da sua capacidade de pagamento. Se não pode comprar à vista, faça um financiamento que comprometa, no máximo, 30% da sua renda líquida.


Gostou desse conteúdo? Aproveite para seguir nossos perfis nas redes sociais e conferir todas as novidades em primeira mão! Estamos no Facebook, YouTube e Instagram.

10 visualizações0 comentário